A forma como uma pessoa se veste diz muito sobre a sua personalidade, as suas preferências e, até mesmo, a sua forma de enxergar a vida. Atualmente, as pessoas estão cada vez mais conscientes disso e procuram por formas de se destacar através do estilo.

Mas não adianta adotar algo que não combina muito com você. É preciso sair em busca e encontrar o que realmente tem a ver com a sua personalidade, afinal, o mais importante de tudo isso é sentir-se bem, não é mesmo?

Por isso, se você anda procurando por dicas do tipo “como saber o meu estilo”, este post foi feito para você. Confira!

1. Descubra o formato do seu corpo

Se você está tentando definir o seu estilo, mas não sabe por onde começar, uma boa dica é procurar saber qual é o seu tipo de corpo.

Talvez você esteja se perguntando: “mas meu estilo não deveria estar ligado à minha personalidade”? E nós respondemos: sim! Ele tem tudo a ver com a sua personalidade, mas conhecer o formato do seu corpo vai te ajudar a identificar os seus pontos fortes e, a partir disso, será muito mais fácil escolher modelagens e caimentos diferentes.

Antes de tentar imaginar a qual silhueta o seu corpo pertence, tenha em mente que essa é só uma base para servir de guia. Nenhum corpo é igual ao outro e você não precisa seguir nenhuma regra à risca, certo? Então vamos aos tipos.

Triângulo invertido

Um dos tipos mais comuns de silhueta entre os homens, o triângulo invertido acontece quando os ombros e braços são visivelmente maiores, enquanto a cintura é mais estreita.

A melhor opção nesse caso é tentar tirar a atenção da parte de cima e levar para a parte de baixo. Para isso, evite colocar peças de cima chamativas e prefira cores mais discretas.

Já as partes de baixo merecem o destaque. O jeans rasgado ajuda a chamar a atenção, assim como peças de cores mais chamativas. Você também pode usar cintos mais grossos e optar por peças com bolsos na frente

Triangular

O corpo triangular é o oposto do triângulo invertido. Aqui, os ombros são mais estreitos e o quadril é mais evidente. Assim, você vai seguir a mesma dica usada no triângulo invertido, apenas alternando a regra.

Para disfarçar o quadril, use peças de cores sóbrias e corte reto, deixando de lado as calças e bermudas slim fit.

Para dar volume na parte de cima, você pode apostar nas estampas e em cores mais vívidas. O blazer também ajuda nesse caso, principalmente os modelos mais acinturados.

Trapézio

O corpo trapézio é aquele em que os ombros e o quadril são quase da mesma proporção. É um dos tipos de corpo mais democráticos, já que fica bem com diversos tipos de roupas e cortes.

Se esse é o seu tipo de corpo, você está livre para explorar mais a diversidade de estilos e não precisa se prender a detalhes como caimento e proporção.

Oval

O corpo oval é aquele onde as linhas são mais arredondadas, sem muita definição, e os braços e pernas são mais largos. O melhor para valorizar esse tipo de corpo é procurar alongar a silhueta.

Para alcançar esse resultado, você pode apostar nas peças de gola V, já que elas fazem um bom trabalho alongando o corpo.

Outra dica é evitar peças que tenham listras na horizontal, já que elas são capazes de deixar o corpo mais largo ainda. Uma boa escolha são as listras na vertical.

Um último truque que você pode adotar é dobrar as mangas da camisa. Essa medida simples é capaz de fazer com que seu corpo pareça mais alongado.

2. Reflita sobre seu estilo de vida

Por mais que você frequente lugares diferentes uns dos outros e tenha que se vestir adequadamente para cada uma dessas ocasiões, é inevitável que você escolha peças que tenham a ver com você, não é mesmo?

Por isso, na hora de definir o seu estilo, pense sobre o seu modo de vida, seus compromissos, seu trabalho ou hobbies.

É muito mais fácil montar um guarda-roupa onde as peças conversam entre si e podem ser facilmente combinadas.

Caso o seu trabalho exija roupas formais, você pode optar por usar blazers que são facilmente combinados com roupas mais casuais, como o jeans.

Se você pratica esportes ou gosta de fazer atividades ao ar livre, será bem mais prático investir em roupas confortáveis e leves, assim como tênis esportivos.

3. Monte um mural com inspirações

As redes sociais são boas aliadas quando o assunto é estilo. O Instagram é uma fonte praticamente inesgotável de possibilidades e inspiração. Assim, você deve se aproveitar disso na hora de definir o seu estilo.

Para começar, você pode criar um mural com inspirações. O próprio Instagram permite que você salve em uma biblioteca as fotos que mais gostou.

Outra rede social excelente para encontrar ideias de roupas e composições é o Pinterest. Nele, é possível criar pastas com as fotos que mais lhe agradam, separando por categoria.

Essa técnica é muito boa para quando você sair em busca de roupas nas lojas. Antes de ir, é só dar uma olhada no seu mural e tentar encontrar peças parecidas para fazer composições semelhantes.

Isso também vai te ajudar a evitar comprar roupas que você não vai usar depois. Com o tempo, você vai começar a identificar quais cores, peças, cortes e combinações são ideais para você e, quando menos perceber, já terá definido o seu estilo.

4. Pense na imagem que quer passar

Como nós dissemos, a forma como nos vestimos transmite a nossa personalidade. Isso quer dizer que você pode passar uma ideia contrária às suas verdadeiras preferências caso não se vista de acordo com o seu verdadeiro estilo.

Dessa forma, pense sobre qual imagem gostaria de passar para as pessoas. Uma imagem mais séria e de credibilidade geralmente requer roupas mais sofisticadas e sociais, como ternos e camisas.

Já uma pessoa mais descontraída, que quer passar uma imagem mais despreocupada e amigável poderia apostar em algo casual. Lembrando que despreocupado não quer dizer mal arrumado, hein?!

5. Descubra seu diferencial

Por mais que as outras pessoas nos inspirem e ajudem a encontrar nosso estilo, sempre existem algumas particularidades que fazem parte da nossa rotina e que, de certa forma, são nossos diferenciais.

Esses diferenciais fazem parte do seu estilo e te tornam único. São eles que realmente demonstram a sua personalidade em cada detalhe.

Virar a barra da calça ou da camisa, combinar duas estampas ou apostar em acessórios  masculinos diferentes são alguns exemplos de diferenciais que permitem que as pessoas de destaquem além das peças escolhidas.

Por fim, nossa dica é que você não tenha medo de mudar ou de experimentar. Você não precisa seguir a mesma linha a vida inteira. Mude sempre que achar necessário, afinal, se as roupas transmitem a nossa personalidade, é bem capaz que ela varie no decorrer dos anos.

Agora você não precisa mais ficar na internet procurando por dicas do tipo “como saber o meu estilo” ou “que roupa combina comigo”. Siga essas dicas e em breve você terá um estilo para chamar de seu!

E sabe o que mais faz parte do seu estilo? Seu corte de cabelo! Vem descobrir 7 cortes estilosos para adotar hoje mesmo!

Escreva um comentário

Share This